Esperma: todos os benefícios de saúde do esperma

O que é esperma?

O sêmen é um líquido viscoso, expelido do pênis durante a ejaculação masculina. É secretado pelos órgãos sexuais reprodutivos e armazenado nos testículos. É no esperma que o esperma está contido, usado para fertilizar o oócito da mulher e, assim, causar fertilização. Esse líquido, produzido pelo homem desde a puberdade, é composto principalmente de água, espermatozoides, mas também de hormônios, neurotransmissores ou endorfinas. O esperma, que fica entre 20 e 200 milhões por mililitro de líquido quando considerado “bom”, no entanto, representa apenas 1% da composição do esperma.

Quais são os benefícios nutricionais do esperma?

Como vimos, a maioria dos espermatozoides é composta de água. Mas também contém vários nutrientes benéficos para o corpo, o que o torna um líquido com valor nutricional interessante para a saúde. Para se beneficiar dessas qualidades nutritivas, é possível engolir esperma durante a relação sexual, uma ação chamada seminofagia: existem até chefs que incorporaram o líquido em algumas de suas receitas! De fato, o esperma contém, em particular, vitamina C e B12, além de proteínas com ação antibacteriana. Finalmente, também é rico em minerais como potássio ou magnésio. Observe que as proporções desses nutrientes mudam de acordo com a idade e o estado de saúde do indivíduo.

Os benefícios do esperma no estresse e ansiedade

Segundo vários estudos, o esperma também é eficaz no combate à ansiedade e depressão. De fato, depois de entrar em contato com o esperma (portanto, durante uma relação sexual desprotegida), os sujeitos do estudo ficaram mais felizes. Essa sensação é causada por hormônios no sêmen, como serotonina ou melatonina, que são conhecidos por regular a ansiedade. Uma vez no sangue, essas substâncias promovem o bem-estar mental e, portanto, ajudam a reduzir os estados depressivos. Isso se aplica tanto ao contato oral, durante o sexo oral, por exemplo, quanto à vaginal, como durante a ejaculação após a penetração. Assim, o esperma constituiria um antidepressivo natural, assim como certos alimentos, como chocolate preto.

Espermatozoide bom para a pele: um aliado antienvelhecimento

A espermidina, uma substância encontrada no esperma (mas também em certas plantas), tem virtudes que são eficazes no combate ao envelhecimento celular. Este efeito do envelhecimento foi atestado em vários estudos científicos em indivíduos que consumiram esperma. Esta molécula, espermidina, também ajudaria a combater a doença de Alzheimer e estimular o crescimento do cabelo. De fato, o esperma também teria benefícios no cabelo e no brilho da pele, por suas propriedades nutritivas e seu suprimento de água. Finalmente, a ingestão de espermatozoides também pode reduzir o risco de câncer, especialmente o câncer de mama.

Existe algum perigo em engolir esperma?

Apesar de suas vantagens e benefícios para o corpo, o esperma e, por extensão, seu consumo, não é isento de perigo. De fato, existem pessoas que têm alergia ao esperma, tanto nos homens quanto nas mulheres. Este último se manifesta por edema (inchaço de uma área), tendo as membranas mucosas contato com o líquido, acompanhado por uma sensação de coceira. Finalmente, o esperma é um dos líquidos que permite a transmissão de doenças e infecções sexualmente transmissíveis, e a única maneira de se proteger é, portanto, o preservativo. Da mesma forma, se você não tiver certeza da boa higiene do seu parceiro, saiba que o esperma também pode transmitir vírus como o herpes.

Saiba mais em: https://www.ssinvestimentos.com/xtragel/